domingo, 6 de abril de 2014

Gasolina sobe, mesmo sem reajuste oficial, aponta ANP

Apesar dos os sinais de desaceleração da economia, o consumo de combustíveis e de energia elétrica teve forte crescimento neste início de ano. Em janeiro, última informação disponível na Agência Nacional de Petróleo (ANP), a venda de gasolina e etanol das distribuidoras para os postos cresceu 10,4% na comparação com igual mês de 2013. E, no primeiro bimestre, a demanda residencial de eletricidade aumentou 10,6%, segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Apesar de o governo controlar o preço da gasolina nas refinarias a cotação do combustível no posto está em alta, o que confirma a força da demanda, sustentada pelo emprego e pela renda, ainda em patamares favoráveis. Na semana passada, por exemplo, o preço médio do litro de gasolina na bomba era igual ou maior que R$ 3 em 12 das 27 capitais pesquisadas pela ANP. Em São Paulo, maior mercado consumidor do País, o litro da gasolina chegou a ser vendido por R$ 3,599.

É bem verdade que parte da alta se deve à entressafra da cana-de-açúcar, já que o etanol é misturado à gasolina. No mês passado, a gasolina subiu 1,90% na cidade de São Paulo, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fipe. O etanol ficou 6 33% mais caro em março, enquanto o IPC teve alta de 0,74%. Já a energia elétrica teve deflação de 0,02% em março.

“Como a desaceleração da economia não bateu no emprego e na massa salarial, o impacto no consumo de combustíveis é positivo” afirma a economista e sócia da Tendências Consultoria Integrada Amaryllis Romano. Para o economista-chefe da LCA Consultores, Bráulio Borges, o que explica o avanço do consumo de combustíveis é o aumento da frota de veículos, apesar da desaceleração da economia. De 2012 para 2013, a frota nacional aumentou 6%. Foram mais 2,2 milhões de veículos que demandaram combustíveis.

Para a economista-chefe da consultoria Rosenberg Associados, Thaís Zara, a política do governo de interferir em dois preços importantes da economia – o do combustível e da energia elétrica – é o fator que mais pesou no aumento do consumo.

Em certa medida, pondera a economista, o crescimento da demanda do consumidor por combustíveis e energia reflete o avanço na venda de bens duráveis que houve no passado recente, estimulada por benefícios tributários. Essa política de estímulo ao consumo ampliou a posse de geladeiras e carros, por exemplo. “Mas a mudança de preços relativos, provocada pelo controle do governo nos combustíveis e na energia elétrica, teve maior influência no aumento do consumo desses insumos”, afirma a economista.

A política de subsidiar preços para atenuar o impacto na inflação tem um custo alto, diz Thaís. No caso da gasolina, reduziu-se a rentabilidade da Petrobras e isso acabou impactando as finanças do governo. No caso da eletricidade, a conta por ter cortado a tarifa em 2013 e os problemas climáticos que levaram ao acionamento das térmicas, que geram uma energia mais cara, começa a aparecer. “O governo aumentou o imposto sobre bebidas para compensar as despesas com energia. Não tem almoço grátis.”
Fonte: Agência Estado

OLINDA : OBRAS INACABADAS NA PE-15: RISCO PARA PEDESTRES E MOTORISTAS

Motoristas e pedestres reclamam dos riscos de usar os retornos na PE-15, em Olinda. Depois de dois anos em obras, em fevereiro a circulação de ônibus pela faixa exclusiva foi liberada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), no trecho entre Paulista e o Terminal de Integração da PE-15. Mas quem usa a via diz que a obra está inacabada e que muitos são os problemas.
A obra serviu para construir estações de ônibus do corredor Norte-Sul. No trecho que fica embaixo do viaduto Bajado, para retornar no sentido Recife, entrar ou sair no bairro de Ouro Preto sentido Paulista, é preciso muita atenção. Não há placa que indique o ponto exato do retorno ou proíba a manobra.
Sem marcação das faixas da pista, os veículos vêm em todos os sentidos porque não há nada que impeça o retorno em qualquer local embaixo do viaduto. Então muitos motoristas se arriscam pelo barro. Com o vai e vem de veículos, os pedestres têm medo de ser atropelados.
Em outro trecho, em frente ao quartel do Exército (7o R.O.), onde os veículos atravessam o corredor de ônibus nos dois sentidos: norte e sul. Apesar dos semáforos instalados recentemente no ponto de retorno, telas atrapalham a visão dos motoristas na hora de cruzar o corredor. No local não há faixa de pedestres e os acidentes são frequentes. A Secretaria das Cidades, responsável pelas obras na PE-15, informou que o serviço ainda está em andamento. Até o fim do mês, deverá ser lançado o edital de licitação para contratar a empresa que fará a recuperação da ciclovia e das calçadas. Ainda de acordo com a Secretaria, serão construídas sete passarelas de pedestres na rodovia, inclusive nos locais mostrados na reportagem.

Fonte : Blog Olinda Hoje

SHOW NO RECIFE : Expresso Rei levará público para show de Roberto Carlos


O cantor vai fazer o show comemorativo de 73 anos de carreira. (Foto: Globo/João Cotta/Divulgação)

O rei Roberto Carlos desembarca no Recife no próximo sábado (12) no Estádio José do Rego Maciel, no Arruda. Os fãs que forem ao show do cantor podem ter uma maior comodidade do deslocamento. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), em parceria com a empresa Transcol e o Shopping Tacaruna, irão oferecer o Expresso Recife. Serão 15 ônibus que sairão do Shopping Tacaruna e levarão os usuários ao local do espetáculo.

A passagem custará R$ 6 e dará direito à viagem de ida e volta. Os passageiros receberão uma pulseira de identificação e, apresentando esta na cabine de pagamento do estacionamento do centro de compras, será cobrada a tarifa simples de R$ 5,50 para o período de utilização. De acordo com a CTTU, as vias do entorno do estádio estarão fechadas para o show e por isso está será uma boa opção. 

A apresentação está marcada para 12 de abril e será no estádio do Arruda. O show marca a celebração dos 73 anos do artista, comemorados no dia 19. O show só foi antecipado por causa do feriado da Semana Santa. As entradas podem ser adquiridas no site www.ingressorapido.com.br, nas lojas Esposende e pelo telefone (81) 4003-1222. 

Os valores são: R$ 460 e R$ 230 (meia-entrada), para a cadeira azul; R$ 300 e R$ 150 (meia-entrada), para a cadeira amarela; R$ 220 e R$ 110 (meia-entrada) para a cadeira branca; R$ 300 e R$ 150 (meia-entrada) para a cadeira cativa. Há ingressos ainda de R$ 120 e R$ 60 (meia-entrada), na plateia inferior; R$ 160 e R$ 80 (meia-entrada) para a plateia inferior lateral; e R$ 80 e R$ 40 (meia-entrada) para a plateia superior.

Fonte : Diário De Pernambuco

PARAÍBA : Ônibus da banda Forró Pegado tomba na BR-101; 25 ficam feridos


O ônibus da banda Forró Pegado se envolveu em um acidente na madrugada deste domingo (6), na BR-101, próximo ao município de Capim.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu a cerca de 40km da Capital paraibana e deixou uma pessoa ferida. O motorista teria ficado preso as ferragens. Ele foi socorrido pelo Samu para o Hospital de Emergência e Trauma de JP. Outros 24 quatro ocupantes do veículo tiveram ferimentos leves.

De acordo com a Polícia Militar, o ônibus colidiu e tombou no trecho que une a PB-041 a rodovia federal. 

A banda estaria a caminho da cidade de Rio Tinto, Litoral Norte da Paraíba, para realizar um show

Uma nota chegou a serdivulgada no perfil da banda numa rede social. A nota informa que o motorista teria fraturado uma das pernas e que seu estado de sáude é bom.

Os vocalistas da banda Forró Pegado não estavam no veículo.





Fonte : PB Agora

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS