sábado, 8 de fevereiro de 2014

DIVULGAÇÃO : BANDA BREGA PONTO COM




Contrate agora mesmo a Banda Brega Ponto Com para sua Festa ou Evento, e entre em contato agora mesmo pelo seguintes telefones : 
  1. (81) 9762.9178 - TIM
2. (81) 8728.5865 - OI
Tratar Com Washington Silva
                            

PAULISTA : PROGRAMA O SERTÃO DA NOSSA GENTE LÍDER DE AUDIÊNCIA NA RÁDIO ESPERANÇA FM 104,9


Não percam pessoal o programa de humor O Sertão Da Nossa Gente que é líder de audiência pela sua rádio esperança fm 104,9, de segunda à sexta, no horário das 17:00 as 19:00, com o comunicador alegria da região de paulista Valmir Silva. Sendo Retransmitido todos os dias pelo Blog Litoral Norte.

O MAIS NOVO PORTAL DA ZONA DA MATA NORTE !

COMPESA : Buenos Aires, Vicência e Aliança deverão receber água diariamente a partir de março


Medida será possível graças à

 implantação da primeira etapa do Sistema Siriji

  Ao todo, de acordo com a companhia, serão investidos R$ 72 milhões
para ampliar o abastecimento

A partir de março, mais de 40 mil pessoas dos municípios de Buenos Aires, Vicência e Aliança, na Mata Norte, deverão receber água todos os dias. A medida será possível graças à implantação da primeira etapa do Sistema Produtor do Siriji que vai ampliar o abastecimento em oito cidades da região. Nesta sexta-feira (07), o presidente da Compesa, Roberto Tavares, e o diretor do Agreste, Leonardo Selva, realizaram uma visita ao distrito de Murupé, em Vicência, onde está a maioria das unidades integrantes do sistema produtor. Até o final deste mês, a primeira etapa do sistema começará a operar em fase de testes, segundo informou a Compesa. 
O Sistema Produtor do Siriji é um empreendimento é tocado com recursos da Compesa, do Governo do Estado e do Ministério da Integração. Ao todo, de acordo com a companhia, serão investidos R$ 72 milhões para ampliar o abastecimento de água para cerca de 115 mil pessoas. Além dos três municípios contemplados na primeira etapa do projeto, serão atendidos, ainda, Condado e Itaquitinga, na segunda etapa, e São Vicente Férrer, Macaparana e Machados, na terceira. A previsão é que o segundo bloco do sistema comece a operar em abril e o terceiro, até setembro de 2014.
De acordo com a Compesa, todas as oito cidades que serão atendidas pelo Sistema Produtor do Siriji estão com o abastecimento comprometido por conta do crescimento das populações e das limitações dos sistemas existentes, que não acompanharam o desenvolvimento urbano. Além disso, as barragens que atendem os municípios são de pequeno porte. O novo sistema vai complementar o abastecimento captando água na barragem do Siriji, que tem capacidade para acumular 17 milhões de metros cúbicos, e incrementando a oferta de água em 300 litros por segundo. 
A Compesa informou que serão implantados, ao todo, 114 quilômetros de tubulações, sendo 43 quilômetros na primeira etapa e 71 quilômetros nas segunda e terceira etapas. Do primeiro bloco, fazem parte estações elevatórias de água tratada e de água bruta (que ainda não foi tratada), uma estação de tratamento de água com capacidade para 300 litros por segundo e um reservatório com capacidade para 900 mil litros de água. Já nas duas etapas seguintes, serão construídas uma estação elevatória de água tratada para Machados e outra para atender São Vicente Férrer e Macaparana, além de um reservatório com capacidade para 650 mil litros.
FONTE : FOLHA DE PERAMBUCO

GOIANA: Estado investe R$ 43,5 milhões do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal em obras na Zona da Mata

Obras se estendem pelos 43 municípios da região e têm recursos assegurados pelo Tesouro Estadual.
Escola beneficiada pelo FEM, em Povoação de São Lourenço, distrito de Goiana.
Todas as 43 cidades que integram a Zona da Mata Norte e Sul foram beneficiadas com a liberação de R$ 43,5 milhões em recursos do Governo Estadual para a realização de obras de infraestrutura. Os investimentos são provenientes do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) e foram repassados às prefeituras que apresentaram projetos em áreas estratégicas. Em toda Zona da Mata estão sendo executadas mais de 93 obras estruturadoras com recursos do FEM. O fundo atende todos os 184 municípios pernambucanos. Os investimentos totais chegam a R$ 129,7 milhões distribuídos entre 437 planos de trabalho aprovados.

As prioridades no uso dos recursos estão voltadas para projetos de urbanização requalificação e pavimentação de ruas e avenidas, construção de praças pátios de eventos, morros de arrimo, além de drenagem de águas pluviais. As obras não se restringem às sedes municipais. Estendem-se a distritos, vilas e pequenos povoados na área rural. 

Estão sendo investidos mais de R$ 24,3 milhões, na Mata Sul, e R$ 19,2 milhões a Mata Norte. Os municípios beneficiados são Aliança, Buenos Aires, Camutanga, Carpina, Chã de Alegria, Condado, Ferreiros, Glória do Goitá, Goiana, Itambé, Itaquitinga, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Macaparana, Nazaré da Mata, Paudalho, Timbaúba, Tracunhaém, Vicência, Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Chã Grande, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Maraial, Palmares, Pombos, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Vitória de Santo Antão e Xexéu.


O Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal totaliza R$ 228 milhões em recursos do Governo do Estado. Foi criado através da Lei 14.921, de março de 2013, após ser anunciado pelo governador Eduardo Campos, durante o Seminário Todos por Pernambuco, realizado em fevereiro, no município de Gravatá. O FEM destina investimentos para ações e obras que tragam benefícios diretos à população e impulsionem o desenvolvimento econômico e social em todo o Estado, da Região Metropolitana do Recife ao Sertão.

Todos os projetos enviados pelas prefeituras e aprovados pelo Comitê Estadual de Apoio aos Municípios (CEAM), terão o dinheiro liberado em quatro parcelas: a primeira, correspondente a 30% do total destinado para cada município, foi repassada em maio, e a segunda, também de 30%, após 60 dias. Já a terceira, de 20%, está condicionada a declaração do prefeito de aplicação dos recursos, e a quarta e última, de 20%, mediante a apresentação ao Governo do termo de término da obra. A gestão dos recursos do fundo está sob a responsabilidade da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e as obras são executadas pelas prefeituras.

CONHEÇA OS MUNICIPAIS QUEM CONTAM COM RECURSOS DO FEM EM TODA A ZONA DA MATA
MUNICÍPIOVALORMUNICÍPIOVALOR
Água PretaR$ 1.125.094,62AliançaR$ 1.265.731,45
AmarajiR$ 1.828.278,74BarreirosR$ 1.265.731,45
Belém de MariaR$    562.547,32Buenos AiresR$    562.547,32
CamutangaR$    421.910,50CarpinaR$ 1.828.278,74
CatendeR$ 1.265.731,45Chã de AlegriaR$    562.547,32
Chã GrandeR$    843.820,97CondadoR$    984.457,80
CortêsR$    562.547,32EscadaR$  1.687.641,92
FerreirosR$    562.547,32GameleiraR$     984.457,80
Glória do GoitáR$    984.457,80GoianaR$  1.828.278,74
ItambéR$ 1.125.094,62ItaquitingaR$     703.184,15
JaqueiraR$    562.547,32Joaquim NabucoR$     703.184,15
Lagoa de ItaengaR$    843.820,97Lagoa do CarroR$     703.184,15
MacaparanaR$    984.457,80MaraialR$     562.547,32
Nazaré da MataR$ 1.125.094,62PalmaresR$  1.547.005,09
PaudalhoR$ 1.547.005,09PombosR$     984.457,80
PrimaveraR$    703.184,15QuipapáR$     984.457,80
RibeirãoR$ 1.406.368,27Rio FormosoR$     843.820,97
São Benedito do SulR$    703.184,15São José da Coroa GrandeR$     843.820,97
SirinhaémR$ 1.265.731,45TamandaréR$     843.820,97
TimbaúbaR$ 1.547.005,09TracunhaémR$     562.547,32
VicênciaR$ 1.125.094,62Vitória de Santo AntãoR$  2.531.462,87
XexéuR$    562.547,32TOTALR$ 43.597.416,66

FONTE : GOVERNO DE PERNAMBUCO

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS