domingo, 26 de junho de 2016

ENERGIA : Brasileiro dá adeus à lâmpada incandescente


Acaba neste mês o prazo para retirada do mercado das lâmpadas que reinaram por mais de 100 anos

Brasileiro dá adeus à lâmpada incandescente (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)


Companheira dos brasileiros há mais de 100 anos, as lâmpadas incandescentes se despedem definitivamente do mercado nacional no fim deste mês. Inventada pelo físico e químico britânico Joseph Swan e aperfeiçoada por inventor e empresário norte-americano Thomas Edison, em 1897, as incandescentes já ficaram na memória de países da União Europeia, quando, em 2012, saíram de cena. No Brasil, desde o mesmo ano, elas têm sido retiradas do mercado progressivamente e, no próximo dia 30, as unidades com potência inferior a 40 watts (W)– únicas que continuam a ser comercializadas desde então – darão adeus aos lares brasileiros. Além de gastarem mais energia e iluminarem menos, as lâmpadas incandescentes prejudicam o meio ambiente.

A aposentadoria das incandescentes no país atende ao cronograma estabelecido em dezembro de 2010 pela Portaria Interministerial 1.007. E, apesar de muita gente lamentar o adeus da luz amarelada e acolhedora, segundo comenta Eduardo Nery, diretor da Energy Choice – empresa de consultoria na área de energia –, a retirada desse ícone dos lares brasileiros é um processo de evolução, tanto para questões de consumo de energia quanto para a redução do impacto ambiental.

Ele lembra que, quando foi criada, há mais de 100 anos, a lâmpada teve um papel importantíssimo na iluminação dos lugares em todo o mundo. “Posteriormente a ela, no século 20, foram criadas aquelas com sistema mais evoluído. Mas apesar de serem de grande potência, não se aplicavam a ambientes residenciais”, explica, acrescentando que, por esse motivo, e também porque as incandescentes continuavam a ter um custo mais baixo, elas foram resistindo ao mercado, inclusive nas periferias e vias públicas. “Mas elas têm a vida curta e se queimam com muita frequência porque produzem muito calor”, esclarece Nery.

Com a chegada do Led, em 1990, a aposentadoria das incandescentes se tornou inevitável. Isso porque a novidade, criada pelos cientistas Isamu Akasaki, Hiroshi Amano e Shuji Nakamura, permitiu mudar a forma como iluminamos o mundo, com menor consumo de energia e mais durabilidade. “Com a Led, consegue-se a mesma luminosidade de uma incandescente usando-se 10% da potência dela. É uma relação de eficácia gigantesca”, diz Nery.

Com isso, muitos países passaram a adotá-la e deixar as incandescentes como uma lembrança do passado. No Brasil, a troca por modelos mais econômicos começou de forma gradativa, levando-se em conta a potência das unidades. As primeiras mudanças foram em 30 de junho de 2012, com a saída do mercado das lâmpadas incandescentes de potencial igual ou superior a 150W. O segundo processo de substituição veio um ano depois, com a exclusão daquelas com potência acima de 60W até 100W. Em dezembro de 2014 foi deram adeus as de 40W até 60W. E, neste 30 de junho, despedem-se as unidades com potência inferior a 40W.

Opções

O consumidor tem agora basicamente três opções de lâmpadas domésticas. A halógena com bulbo, a fluorescente compacta e a de Led. Todas mais caras do que a incandescente. Mas como gastam menos energia e duram mais, técnicos dizem que o saldo final é positivo. Numa residência com aproximadamente 10 lâmpadas incandescentes, por exemplo, a troca de 60W por dez lâmpadas com tecnologia Led representa uma economia anual de R$ 200.

De acordo com informações do Ministério de Minas e Energia, o Led já é adotado amplamente em países como China, Índia, Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Cuba, Austrália, Argentina, Venezuela e União Europeia. Segundo dados da ONU, a substituição das lâmpadas incandescentes no mercado é capaz de economizar anualmente cerca de 5% de toda a energia elétrica utilizada no mundo.

Uma lâmpada fluorescente compacta, comparada a uma lâmpada incandescente de luminosidade equivalente, economiza 75%. E se a opção for por uma lâmpada de Led, essa economia sobe para 85%. “As incandescentes vão virar item de colecionador”, diz o presidente do Instituto Acende Brasil, Cláudio Sales. E afirma que elas foram superadas por uma tecnologia mais eficiente e econômica.

“Hoje, esses modelos mais modernos têm um rendimento cinco vezes maior. Pode-se ter a mesma luminância que uma incandescente de 100W com um Led de 16W”, compara Sales, enfatizando que se trata de uma tendência mundial. “Ele pode pagar mais. No entanto, em compensação, tem um produto mais durável”, diz.

FONTE : DIÁRIO DE PERNAMBUCO

CULTURA : Banda pernambucana Fulô de Mandacaru vence o SuperStar

Banda pernambucana Fulô de Mandacaru vence o SuperStar
Banda conseguiu mais de 70% dos votos / Foto: reprodução da TV Globo
Grupo ficou em primeiro lugar em todas as etapas da final do reality show musical. Foto: Globo/Reprodução

A banda Fulô de Mandacaru venceu a terceira temporada do SuperStar. Representantes do forró nordestino e com imenso apoio do público, os caruaruenses receberam a notícia no sábado de São João, com direito a transmissão em telão na cidade natal. A final do reality show musical apresentado por Fernanda Lima foi dividida em três etapas e disputada com Bellamore, de Volta Redonda (RJ), OutroEu, de Nova Iguaçu (RJ), e Plutão Já foi Planeta, de Natal (RN). 

Na primeira rodada da final, o grupo pernambucano Pingo ficou em primeiro lugar (67%), com medley dos clássicos dos clássicos O trenzinho caipira (Villa-Lobos), Luar do Sertão(João Pernambuco e Catulo da Paixão Cearense) e Olha pro céu (Luiz Gonzaga e José Fernandes). Entre os jurados, Daniela Mercury e Paulo Ricardo aprovaram a performance e deram seus 7%.

Bellamore (Counting stars, de One Republic) foi aprovado por 52%, OutroEu (Hold back the river, de Iain Archer e James Bay), por 54%, e Plutão Já Foi Planeta (Quase sem querer, de Legião Urbana), por 65%, eram as outras finalistas. Com menor pontuação, Bellamore foi eliminada.

Na segunda etapa, Plutão Já Foi Planeta foi a primeira a cantar. Eles mostraram a canção autoral Pai e arremataram 52% dos votos. Plutão Já foi Planeta também investiu em composição própria, Alto mar, e ficou com 62%. Já Fulô de Mandacaru interpretou Só o mie, inédita, com a qual repetiu a posição no topo do ranking, com 66% dos votos - novamente, apenas Sandy não deu seus 7% ao grupo.

A Superbanda Romance, comandada por Marisa Orth, foi a mais votada de todas os episódios do SuperStar, com 95%, e voltou ao programa, com Problema seu, dos paraenses Felipe Cordeiro, Manoel Cordeiro e Carlos Eduardo Miranda, e Não vale nada, de Dorgival Dantas. O cantor misterioso da tarde foi Lúcio Mauro Filho, com Palco, de Gilberto Gil. Ele ficou com 84% dos votos e aproveitou para mandar um recado contra o preconeito: "homofobia, fora daqui". 

A disputa final - definida apenas pelo voto do público - foi iniciada por Plutão Já Foi Planeta, com a música autoral Post-it. A banda potiguar liderada por Natália Noronha ficou com 48% dos votos. Fulô de Mandacaru encerrou a terceira edição do programa. Os pernambucanos cantaram São João de outrora (Roberto Bonny) e conquistaram 70% dos espectadores. O prêmio é de R$ 500 mil, além de um contrato com a gravadora Som Livre.

FONTE : DIÁRIO DE PERNAMBUCO



quinta-feira, 23 de junho de 2016

DIVULGAÇÃO : ÓLEO DE COCO ARTESANAL


TENHO EM PRONTA ENTREGA !

SUCESSO EM VENDAS ! 

INFORMAÇÕES : 

O ÓLEO DE COCO ARTESANAL TRAZ INÚMEROS BENEFÍCIOS PARA O COURO CAPILAR, PELE E TODO O CORPO, PODENDO SER INGERIDO OU APLICADO.

PEÇA JÁ O SEU !

MAIORES INFORMAÇÕES CHAMAR NO ZAP : (81) 99271.2502 OU 99756.8131
TRATAR COM VIRGINIA APOLINÁRIO

quarta-feira, 22 de junho de 2016

JUSTIÇA : Meio Ambiente verifica denúncia de “privatização” da Praia de Carne de Vaca

PROVIDÊNCIAS - Ministério Público do Estado já havia recomendado a demolição de muros à Prefeitura de Goiana. Foto: João Bita
PROVIDÊNCIAS - Ministério Público de Pernambuco já havia recomendado a demolição de cercas e muros à Prefeitura de Goiana. Foto: João Bita

Muros, grades e cercas na orla da Praia de Carne de Vaca, no município de Goiana, Zona da Mata Norte do Estado, impedem o acesso livre de moradores da localidade à praia e dificultam o trabalho de pescadores. Essa foi a constatação da Comissão de Meio Ambiente, que realizou uma visita técnica ao local, nesta segunda (20), e observou de perto o problema.

A denúncia do morador Ruberval Ferreira apontou que quem vive em Carne de Vaca está vendo a praia se tornar um espaço privado. Na visita, o colegiado foi acompanhado pelo secretário de Meio Ambiente de Goiana, Marcelo Andrade, além de representantes da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e de técnicos da prefeitura, que percorreram um trecho da orla e concordaram que a denúncia é procedente.

Para o técnico da Secretaria de Meio Ambiente de Goiana Jorge Ricardo Cavalcanti, houve realmente um processo de privatização da orla e a situação está relacionada ao ordenamento urbano. “A privatização está prejudicando o acesso de banhistas e de pescadores ao mar”, pontuou. Inicialmente, os relatos diziam respeito a um lote específico da praia, mas a Comissão percebeu que o problema atinge uma grande faixa da orla. Sobre o trecho que foi objeto da denúncia, houve a recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), em 2014, para que a Prefeitura demolisse o muro que impede o acesso da população. A administração municipal informou que levou o caso à Justiça e está aguardando uma decisão.

O secretário de Meio Ambiente de Goiana destacou a importância de a população também fiscalizar e denunciar casos como esse. “É um problema que tem que ser detectado no início. Como não temos pessoal suficiente para fazer a fiscalização adequada, ficamos aguardando as denúncias. Em caso de construção irregular, acionamos a Cipoma, que faz a demolição imediata. Depois que o problema está consolidado, tudo fica mais complicado”, frisou Marcelo Andrade.

Para o promotor do MPPE Fabiano Saraiva, que recebeu a Comissão de Meio Ambiente da Alepe em Goiana, a situação de Carne de Vaca envolve duas questões. Uma está relacionada a terrenos de Marinha que teriam sido invadidos por proprietários de áreas particulares. Esse problema será encaminhado ao Ministério Público Federal, que já está tratando de caso semelhante na Praia de Catuama, também localizada em Goiana.

A outra questão, relativa ao ordenamento urbano, é de competência da Prefeitura, de acordo com o promotor. “Com relação a esse assunto, vamos expedir uma recomendação a fim de que a Prefeitura de Goiana faça o levantamento de todo o loteamento de Carne de Vaca e adote as medidas necessárias para que os terrenos particulares se adequem às medidas previstas no loteamento original”, explicou.

O presidente da Comissão, deputado Zé Maurício (PP), afirmou que o colegiado vai tomar providências. “A praia é um bem público, mas constatamos que não existe nenhum acesso ao mar. Então, nós pretendemos realizar uma audiência pública sobre o tema para que as denúncias sejam apuradas a fundo. O meio ambiente precisa ser preservado diuturnamente”, ressaltou. 
FONTE : ALEPE 

terça-feira, 21 de junho de 2016

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO JUNINA COMPLETA DE IGARASSU



A Prefeitura de Igarassu divulgou a programação dos festejos juninos da cidade neste ano. Do dia 11 até o dia 29 o município vive um clima de muita animação com forró, xote, ciranda, coco, e outras atrações, com arraiais montados no Sítio Histórico, em Cruz de Rebouças e na Vila Saramandaia.
No polo de Cruz de Rebouças, foi montado o Arraiá do Gonzagão, que pelo segundo ano consecutivo promove concurso de quadrilhas juninas. As apresentações começaram dia 13 e vão até o dia 18, sempre a partir das 20h. A grande final está marcada pra o dia 25, a partir das 19h.
No dia 26 de junho, a forrodrilha vai arrastar os forrozeiros de Igarassu, com um trio elétrico que vai percorrer as principais avenidas do centro da cidade.
Confira abaixo a programação completa com todas as atrações e os polos.

SÍTIO HISTÓRICO
22/06/16
14h - Orquestra Talentos a Serviço da Paz
15h - Karoline Maciel
16h - Vadinho
19h – Ciranda do Rei Marcos
19h30 – Coco Juremado
20h30 - A Cocada
21h30 – Márcia Sampayio
23h - Canarinhos do Forró
Apresentação: Rubens Santos

23/06/16
20:30h - Forró sem Fronteiras
22:30H - Nordestinos do Forró
12:30h - Fabiana (Pimentinha do Nordeste)

24/06/2016
20h – Coco de Olga
21h- Luar do Sertão
22h - Caju e Castanha
00h – Remanso do Forró

25/06/2016
20h – Vattes e Viola
22h – Cristina Amaral
00h - Rogério Rangel

26/06/2016
14h - Forró Drilha com a Banda Bicho do mato
20h - Bombadões do Forró
22h - Maciel Melo
00h - Banda Santropê

28/06/2016

20h - Banda Mega Love
22h - Irah Caldeira
00h - Santa Dose

29/06/2016
20h-Lia do Coco
21h - Derico Alves
22h - Rodrigo Raposo
00h - Banda Flor de Mandacaru

CRUZ DE REBOUÇAS

11/06/2016
22h - Forrozão RR
00h – Takitá

12/06/2016
21h - Orquestra Virtual
23h – Rony Faro

23/06/2016
19h30 – Rala Coco Maria
20h30 – Cezzinha
22h - Fabiana (Pimentinha do Nordeste)
00h - Garota Assanhada

24/06/2016
20h - Azamigas
22h - Ramon Shnyder
00h - Alex & Ronaldo

VILA SARAMANDAIA

23/06/16
15h – Banda Magnatas do Forró e Trio Elétrico
FONTE : FOLHA DE PERNAMBUCO

OLINDA REALIZA O 20º ACORDA POVO NA VÉSPERA DO SÃO JOÃO

Acorda

Sebastião da Paz
Os festejos juninos no Sítio Histórico de Olinda contará com diversasmanifestações, culturais e religiosas, organizadas pela própria população, uma vez que a prefeitura da cidade não tem nenhuma programação para as festas de São João e São Pedro.
Na próxima quinta-feira (23), véspera do Dia de São João, está programada a realização do 20º Acorda Povo de São João, promovido pelo Espaço Cultural Cavalo Marinho, no Guadalupe.
Este ano, a andor vai sair da residência de “Tam”, na Rua Jerônimo de Albuquerque, 203- Varadouro (transversal da Avenida Joaquim Nabuco, próximo à Escola do Rotary de Olinda). 
A saída está prevista para às 22h e a organização é de Ivanildo Dilles.

FONTE : BLOG OLINDA HOJE 

SÃO JOÃO 2016 : Pesquisa revela que consumidores vão festejar São João, apesar da crise

Comércio não compartilha da animação e espera retração de 4% neste ano.
Na hotelaria, Porto de Galinhas, Noronha e Agreste terão grande ocupação.

São João 2016 de Caruaru (Foto: Lafaete Vaz/G1)
Assistir a shows foi a forma de comemorar os festejos juninos escolhida por 35,3% dos consumidores que participaram da pesquisa da Fecomércio (Foto: Lafaete Vaz/G1)
Pessimismo do comércio e animação dos consumidores com relação ao São João deste ano. É assim que podem ser resumidas as expectativas com relação aos festejos juninos no estado, segundo pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE). O levantamento, feito junto com o Sebrae, mostra que 63,5% dos consumidores querem comemorar os festejos juninos neste ano no estado, apesar da crise econômica.

A principal forma de comemoração da festa é a compra de produtos de uso pessoal (49,9%), seguida de fazer uma viagem (40,2%), ir a shows ou boates (35,3%), ir a um restaurante ou bar (19,3%) e, por fim, comemorar na própria casa ou na de parentes (12,8%). Durante a primeira quinzena de junho, foram entrevistados 1.305 consumidores e 542 empresários em três municípios da Região Metropolitana do Recife (Olinda, Jaboatão dos Guararapes e a capital pernambucana), uma cidade do Agreste (Caruaru) e uma do Sertão (Serra Talhada).

O consumidor não está tão pessimista quanto está o empresário"
Rafael Ramos, economista
Entre os comerciantes, não há motivos para comemorar. Dos empresários entrevistados, 39,8% acreditam que o volume de vendas deverá se repetir em relação ao ano passado, enquanto que 37,1% deles acreditam que a proporção será menor. O desemprego elevado é o principal motivo pelo qual eles não esperam boas vendas (60,8%), seguido da inflação elevada (39%). Com relação à contratação temporária, 94% dos gestores que participaram da pesquisa evitaram esse tipo de contrato.

“O consumidor não está tão pessimista quanto o empresário. A intenção de consumo caiu bem pouco, pois estava 66,5% no ano passado. Já a expectativa dos empresários com relação à queda nas vendas, aumentou de 3,7% para 4% neste ano. Os comerciantes também justificaram que não realizaram contratações temporárias para o São João porque não esperam um aumento da demanda, já que o desemprego, a inflação, o endividamento e a inadimplência estão altos”, afirmou o economista Rafael Ramos, que participou da pesquisa.

Procurada pelo G1, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) não informou dados sobre as expectativas do comércio para o São João deste ano. Porém, de acordo com o presidente Eduardo Catão, as expectativas são positivas, na medida do possível, diante do contexto atual da economia. “O São João tem movimentado o comércio no Recife e serviu para dar uma melhorada. Esperávamos vender mais um pouco neste ano, mas não terá condições. Deve ser igual ao ano passado”, afirmou Catão, pelo telefone.

Hotelaria 
De acordo com a seccional Pernambuco da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-PE), ainda há vagas na rede hoteleira nas regiões que contam com polos de festas juninas. Um levantamento da entidade mostra que, até o dia 17 de junho, as maiores taxas de ocupação hoteleira para o fim de semana de São João eram de 90% em Porto de Galinhas, no Litoral Sul, e em Fernando de Noronha; e 85% em cidades do Agreste como Caruaru e Gravatá.

são joão de gravatá 2016 (Foto: Divulgação)Destino procurado no São João, Gravatá tem 85%
de ocupação da rede hoteleira (Foto: Divulgação)
“Levando em consideração o momento econômico que vivemos, esses números traduzem a realidade atual do mercado de turismo, caracterizada pelo fortalecimento do turismo de lazer. Temos que comemorar ocupações altas como essas, pois o São João vem dar um alívio em um ano tão difícil”, ressalta Artur Maroja, presidente da Abih-PE.

Já na Região Metropolitana do Recife, o índice de ocupação da rede hoteleira é de 50% para o período de 23 a 26 de junho. “Sabemos que no Grande Recife, a situação poderia ser melhor, mas a expectativa é aumentar nos últimos dias. Para o turista que ainda quiser viajar, ainda temos vagas, e a hotelaria está pronta para recebê-lo”, complementa Maroja.

FONTE : PORTAL G1 PE

Acontece em Itaquitinga nesta segunda 27/06 o Campeonato Pernambucano de Quadrilhas Juninas



FONTE : GOIANA TV

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS