terça-feira, 29 de março de 2016

PAULISTA RECEBE PRÊMIO NA ALEPE POR POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS MULHERES

Em reconhecimento ao trabalho realizado na área de política para as mulheres, a prefeitura do Paulista receberá, na noite desta quarta-feira (30.03), às 19h, o prêmio “Prefeitura Amiga das Mulheres”, promovido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). O evento acontece no Plenário do Palácio Joaquim Nabuco.
O objetivo do prêmio é a valorização de gestões que praticam políticas públicas de promoção à igualdade de gênero, avaliando questões como os investimentos em políticas de educação e saúde para as mulheres e as ações de enfrentamento à violência contra a mulher.
A seleção foi feita pela Secretaria da Mulher do Estado, junto à Comissão de Defesa da Mulher da Alepe, através do desempenho de cada prefeitura na luta pela igualdade de gênero. O prêmio, que contemplou um município por macrorregião do Estado, também selecionou as cidades de Vitória de Santo Antão (Zona da Mata), Bonito (Agreste) e Cabrobó (Sertão).

Políticas Públicas para as Mulheres no Paulista - Durante os três anos de gestão, a prefeitura tem promovido ações para o público feminino da cidade. Entre elas estão a geração de vagas em cursos profissionalizantes, com o Programa Lugar de Mulher na Qualificação Profissional, a implantação do programa “Gênero e Educação” na rede municipal de ensino, o lançamento do Programa PreviAtiva Mulher, para as servidoras aposentadas. Além disso, o município também conseguiu destaque na implantação dos projetos “AtuaAção pela Igualdade” e o Projeto Fêmea, que tem o objetivo de transformar as mulheres paulistenses em empreendedoras.

Serviço:

O QUE? Entrega prêmio “Prefeitura Amiga das Mulheres”
ONDE? Plenário Palácio Joaquim Nabuco, Rua da Aurora, nº 631, Boa vista;
QUANDO? 30.03.2016, às 18h.
FONTE : PAULISTA ATUALIZADO

ELEIÇÕES : Eleitor que não realizar biometria terá até 4 de maio para regularizar título

Fim do prazo para recadastramento biométrico acaba no dia 31 de março.
População terá até o início de maio para reativar o título para poder votar.

Eleitores se aglomeram em Bairro Novo para cadastramento biométrico (Foto: Marcos Correia/TV Globo)
Eleitores se aglomeram em Bairro Novo para recadastramento biométrico (Foto: Marcos Correia/TV Globo)


O prazo para o recadastramento biométrico se encerra oficialmente no próximo dia 31. Eleitores que não realizarem o procedimento até esta data terão os títulos cancelados. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) alerta, no entanto, que a população terá até o dia 4 de maio para reativar o título e regularizar a situação. A ideia do TRE é tranquilizar a população e evitar que haja uma corrida desenfreada nos últimos três dias antes do prazo oficial.
Mesmo assim, quem deixou para resolver o problema de última hora e evitar o cancelamento do título está encarando longas filas em cartórios eleitorais do TRE-PE espalhados pelo Grande Recife. Na manhã desta segunda-feira (28), dezenas de pessoas se aglomeraram nos postos de Bairro Novo, em Olinda, e do Forte das Cinco Pontas, no Centro do Recife.
Eleitores que não realizaram o agendamento prévio ou que não conseguiram efetivá-lo no site do tribunal tiveram dificuldade para conseguir atendimento . “Eu vim para trocar o título do meu esposo. Não tem condição de entrar. Eles anunciam uma coisa e quando a gente chega é outra. Disseram para quem não fez agendamento aguardar a fila diminuir para agendar também. A fila está enorme”, afirmou a dona de casa Adeilda Ferreira Cunha.
Adeilda Ferreira Cunha, dona de casa, aguarda na fila para realizar biometria no Recife (Foto: Antônio Coelho/TV Globo)Adeilda Ferreira aguarda na fila para realizar
biometria (Foto: Antônio Coelho/TV Globo)
Por volta das 10h, os portões do cartório eleitoral do Forte das Cinco Pontas precisaram ser fechados. Apenas os eleitores com agendamento prévio estavam sendo atendidos. Em janeiro, em Pernambuco, 36 cidades precisavam implementar o sistema biométrico para as eleições de 2016. E 27 estavam em alerta devido ao baixo número de eleitores que já tinham realizado o cadastramento das digitais. O TRE-PE realizou várias ações e o número de cidades diminuiu para 22, em março.
Muita gente ainda não fez o recadastramento biométrico. Para evitar que tumultos sejam registrados, os eleitores terão todo o mês de abril para regularizar a situação dos títulos que forem cancelados após o término do prazo oficial. "Quem tiver seu título cancelado vai ter mais uma chance para regularizar a situação durante todo o mês de abril. Vamos evitar tumultos e fazer tudo com harmonia", tranquiliza o presidente do TRE-PE, desembargador Antônio Carlos Alves da Silva.
A Justiça Eleitoral quer implantar, até 2020, o sistema biométrico no processo eleitoral brasileiro para garantir a segurança. Com a identificação biométrica não haverá a possibilidade de um eleitor votar no lugar de outro, tornando assim ainda mais seguro o sistema de votação eletrônico.
O TRE-PE alerta os moradores das cidades de Olinda, Amaraji, Bezerros, Bom Jardim, Bonito, Brejão, Camocim de São Félix, Glória de Goitá, Jatobá, Jucati, Jupi, Lajedo, Limoeiro, Nazaré da Mata, Paranatama, Passira, Paulista, Petrolina, Santa Cruz, Santa Maria do Cambucá, Tacaratu e Vitória de Santo Antão que se dirijam aos cartórios para realizar o procedimento.
"O atendimento na semana final do recadastramento biométrico será prioritariamente por agendamento, com encaixes apenas dentro da margem de possibilidade de cada posto. Mas os eleitores que deixarem para o final do prazo não precisam ficar desesperados, pois os postos de atendimento vão continuar durante todo o mês de abril normalmente para regularizar a situação", reforça o presidente da Comissão de Biometria (Coimb) do TRE-PE, Eduardo Lucas.
Cartório eleitoral do Forte das Cinco Pontas foi fechado devido ao grande número de eleitores para fazer a biometria (Foto: Antônio Coelho/TV Globo)Portões do cartório eleitoral do Forte das Cinco Pontas foram fechados e apenas eleitores que realizaram o agendamento prévio estavam sendo atendidos (Foto: Antônio Coelho/TV Globo)
O TRE-PE conta com locais de coleta biométrica distribuídos pelos municípios em que há eleitores ainda não cadastrados. "O ideal é priorizar o agendamento através do site www.tre-pe.jus.br para evitar longas filas e tumultos", explica Eduardo Lucas. Para os eleitores que tirarão a primeira via do título de eleitor, o prazo vai até o dia 4 de maio.
Para realizar o recadastramento, o eleitor precisa levar um documento que comprove a residência no município em que será feita a coleta biométrica. Quem não realizar o recadastramento a tempo poderá ter restrições no CPF, perder benefícios de programas sociais como o Bolsa Família, deixar de fazer matrículas em instituições de ensino, obter passaporte e assumir cargos públicos. O agendamento para o recadastramento biométrico pode ser feito no:

FONTE : G1 PERNAMBUCO

ANEEL : Contas de luz terão bandeira verde em abril, sem acréscimo para o consumidor

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias em janeiro de 2015, até fevereiro de 2016, a bandeira se manteve vermelha
A cor da bandeira indica se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade.  / Foto: Carlos Severo/Fotos Públicas

A cor da bandeira indica se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade.

Foto: Carlos Severo/Fotos Públicas


Da ABr

A partir de 1º de abril, a bandeira tarifária das contas de energia elétrica será a verde e não haverá nenhum acréscimo de valor para os consumidores. A bandeira que vai vigorar no próximo mês foi decidida nesta terça-feira (29) em reunião da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Segundo a agência, a mudança da bandeira tarifária foi decidida diante da simulação dos custos de geração e distribuição de energia elétrica e do superávit acumulado nos últimos meses nas contas do sistema de bandeiras.
Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias em janeiro de 2015, até fevereiro de 2016, a bandeira se manteve vermelha. Em março, passou para amarela. O aumento de chuva neste ano, que melhorou o volume dos reservatórios das hidrelétricas, aliado à redução da demanda e à inclusão de novas usinas no sistema elétrico brasileiro, possibilitou a mudança das bandeiras tarifárias nos últimos meses.
A cor da bandeira indica se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade. “Com as bandeiras, a conta de luz fica mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente”, informa a Aneel.
Segundo a agência, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que era incluído na conta de energia, sem acréscimo no reajuste tarifário anual das distribuidoras.

FONTE : JC ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS