sexta-feira, 18 de março de 2016

COTIDIANO : Confira as praias impróprias para banho até o dia 24

Programa de Monitoramento conta, atualmente, com 50 pontos de amostragem


A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) divulgou quais as praias estão impróprias para banho o próximo dia 24 de março. Confira:

Praia do Janga, em Paulista, é uma das afetadas

Em Goiana
Pontas de Pedra, na Praia do Meio, em frente aos chuveiros públicos. 
Praia de Catuama, em frente à Igreja Matriz

Em Itamaracá
Praia de Pilar, em frente à Igreja do Pilar. 
Praia do Forte, em frente ao Forte Orange.

Em Paulista
Praia do Janga, em frente à Rua Cláudio S. Bastos Nº 190 (Cond. Roberto Barbosa).

Em Olinda
Praia do Carmo, em frente à Praça João Pessoa, por trás dos CORREIOS.

Em Recife 
Praia do Pina, em frente ao Iate Clube 
Praia do Pina, em frente à Rua Com. Morais com Eng. Antônio de Góes (Cassino Americano).

Em Jaboatão
Praia de Candeias, em frente à Av. Bernardo V. de Melo Nº 5422 (Conj. Residencial Candeias II). 
Praia de Piedade, em frente a Av. Bernardo V. Melo Nº 1624 com Rua Dom Vital. 
Praia de Piedade, em frente à Av. Bernardo V. de Melo c/ R. Goiana – Balneário do SESC 
Praia de Candeias, em frente à Av. Bernardo V. de Melo Nº 4799 c/ R. Aníbal Varejão (SNIPE)

O Programa de Monitoramento da Qualidade das Praias de Pernambuco conta, atualmente, com 50 pontos de amostragem, distribuídos em onze municípios litorâneos, situados em três regiões geográficas.
Na Região Norte: o município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife: os municípios de Itamaracá, Paulista, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca e na Região Sul: os municípios de Sirinhaém, Tamandaré e São José da Coroa Grande.
A classificação das praias está baseada nas normas estabelecidas na Resolução CONAMA nº20/86, em seus artigos 26 e 27, que define padrões de qualidade da água destinada à balneabilidade, ou seja, à recreação de contato primário, que se entende como um contato direto e prolongado com a água para prática de mergulho, natação, esqui-aquático e onde existe a possibilidade de ingestão de quantidades consideráveis de água.
Semanalmente, a CPRH disponibiliza, no seu portal , as praias pernambucanas que estão consideradas impróprias para o banho.
FONTE : CPRH

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS