segunda-feira, 11 de abril de 2016

IGARASSU : Falta de capinação atrapalha motoristas na BR 101

Falta de capinação atrapalha motoristas na BR101

Motoristas reclamam que o mato vem tomando conta do canteiro da BR 101 norte próximo a entrada do Alto do Céu em Igarassu. Eles solicitam ao DNIT o serviço de capinação urgente. 

O mato está atrapalhando a visibilidade dos motoristas que utilizam o retorno na rodovia. Segundo comerciantes próximo da localidade, muitos automóveis perdem o local do retorno, porque o mato atrapalha, outros terminam fazendo manobras perigosas.

Carta do leitor Fernando Melo de Igarassu
FONTE : INFORME PE

CASAMENTO COLETIVO SEGUE COM INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ DIA 15 DESTE MÊS

Promovido pelo Sindecom, podem se inscrever somente comerciários do Litoral Norte; As vagas são limitadas a 30 casais

O Sindicato dos Empregados do Comércio do Litoral Norte (Sindecom) promove este ano a 3ª edição do Casamento Coletivo. As inscrições gratuitas para participar da cerimônia continuam abertas e seguem até esta sexta (15). As vagas são limitadas a 30 casais. Poderão se inscrever todos os comerciários das regiões atendidas pela categoria, filiados ou não ao sindicato.
As inscrições estão sendo realizadas de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h, no Sindecom, mediante a apresentação do registro de nascimento, RG, CPF e comprovante de residência. As pessoas que forem divorciadas deverão levar a certidão de divórcio. Os noivos serão isentos das taxas de cartório, buffet e espaço para a cerimônia, além de contar com a presença de um fotógrafo para registrar o momento. Os trajes e as alianças são itens opcionais do casal. Segundo a coordenação do evento, serão disponibilizadas seis senhas por cônjuge para familiares e amigos participarem da festa.   
O Casamento Coletivo dispõe de duas cerimônias, uma ecumênica e outra religiosa, marcadas para o dia 2 de junho, às 18h. O casamento ecumênico será realizado no espaço Armazém 10, no centro de Paulista, onde também será a festa de recepção, e a religiosa acontecerá na Igreja Santa Isabel, localizada no centro da cidade. O programa começou em 2014 e tem como objetivo regularizar a união de trabalhadores do comércio sem recursos financeiros e ampliar as garantias de direitos patrimoniais, sucessórios e previdenciários. O Sindecom abrange os municípios de Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma e Itamaracá. 
SINDECOM – Rua 53, n° 40, Jardim Paulista Baixo, em Paulista, por trás do Núcleo de Segurança. Outras informações pelo telefone (81) 3487 - 6170.
FONTE : BLOG PAULISTA  ATUALIZADO

ALIMENTAÇÃO : Custo da cesta básica do Dieese sobe em 16 capitais em março

Em outras 11 capitais, no mesmo período, os preços apresentaram queda
Salário para uma família de 4 pessoas suprir as suas necessidades deveria girar em torno de R$ 3 mil / Foto: IDEME

Salário para uma família de 4 pessoas suprir as suas necessidades deveria girar em torno de R$ 3 mil

Foto: IDEME


O custo da cesta básica, medido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), subiu em 16 capitais durante o mês de março, na comparação com o mês anterior. Em outras 11 capitais, os preços apresentaram queda. 
A Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos aponta como principal destaque de alta as cidades de Vitória (4,19%), Palmas (3,41%) e Salvador (3,22%). Manaus (-12,87%) e Boa Vista (-7,05%), por outro lado, são destaques de queda. Em São Paulo os preços ficaram quase iguais, com leve alta de 0,16%. No Rio de Janeiro, o indicador subiu 2,38%.
Brasília, com alta de 1,38%, permanece como a capital mais cara do País, com o custo da cesta básica em R$ 444,74. Na sequência aparecem São Paulo (R$ 444,11) e Florianópolis (R$ 441,06). Os menores valores médios foram observados em Natal (R$ 325,98), Maceió (R$ 342,55) e Rio Branco (R$ 342,66).
No acumulado do primeiro trimestre, as maiores elevações foram observadas em Belém (17,60%), Aracaju (14,25%), Goiânia (12,77%) e Fortaleza (12,72%). A única capital a apresentar retração de preços nos três primeiros meses do ano foi Porto Alegre, com -0,82%.
Salário
De acordo com o Dieese, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas, tendo como base a premissa constitucional de que o salário deve ser suficiente para suprir as necessárias básicas da família, deveria ser de R$ 3.736,26. O montante equivale a 4,25 vezes mais do que o mínimo de R$ 880,00.

FONTE : JC ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS