terça-feira, 5 de abril de 2016

EDUCAÇÃO : MEC fará quatro simulados nacionais do Enem

Os simulados fazem parte da chamada Hora do Enem, lançada nesta terça-feira pelo governo

O Ministério da Educação fará simulados nacionais para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pela internet. O primeiro será no dia 30 de abril. Os simulados fazem parte da chamada Hora do Enem, lançada nesta terça-feira pelo governo. Trata-se de uma plataforma online de estudos e de programas de TV.

A Hora do Enem é voltada para os 2,2 milhões de estudantes no terceiro ano do ensino médio. A plataforma começou a ser acessada nesta terça-feira. Para participar, o estudante, seja de escola pública ou privada, precisa fazer um cadastro. Além dos simulados, a plataforma oferece aulas e exercícios. Cada estudante recebe um plano individual de estudos de acordo com os objetivos no exame.

"Será um simulado online do MEC, para cada um poder participar e saber o desempenho que teria no Enem, qual nota tiraria, se está bem ou não. O estudante recebe, em seguida, um plano de estudo personalizado", explica o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

O programa é baseado no projeto Geekie Games, desenvolvido desde 2013. "Quando você se cadastra, pode escolher o seu objetivo, o curso que quer fazer. O computador calcula quanto tempo você precisa estudar. O estudante recebe o plano de estudo individualizado com quais aulas precisa assistir e exercícios que precisa fazer", acrescenta o ministro.

As aulas serão disponibilizadas online, em plataforma denominada Mecflix, "Já fizemos estudos, duas horas e meia de estudos por dia na plataforma melhora em media 30% o desempenho no Enem. Estudem, estudem. E quando estiverem cansados estudem mais um pouco, que não faltam condições", aconselhou o ministro.

Pelos menos quatro simulados nacionais serão feitos até a data do Enem. Haverá provas nos dias 30 de abril, 25 de junho, 13 de agosto e 8 e 9 de outubro. Os últimos exames serão no mesmo formato da prova e terá dois dias de duração. Não haverá simulado da redação.

Além do acesso pela internet, a Hora do Enem veiculará diariamente, às 18h, aulas nos canais públicos, comunitários e universitários na televisão em todo o país. Nos finais de semana, haverá reprise dos programas. A intenção é possibilitar o acesso daqueles estudantes que não possuem conexão com a internet.

Outra iniciativa para possibilitar o acesso será disponibilizar computadores nas universidades, institutos federais e algumas instituições privadas. Os estudantes que quiserem usar esses terminais, precisam se inscrever no site da Hora do Enem entre 11 e 15 de abril.

Segundo Mercadante, a Hora do Enem não tem custo para o ministério, pois é uma parceria com o Sistema S, conjunto de organizações de entidades corporativas voltadas para o treinamento profissional. Fazem parte o Senai, o Sesc, o Sesi e o Senac.

Enem Online
Segundo o Mercadante, a Hora do Enem servirá como teste para tornar o Enem online. A proposta foi apresentada pela primeira vez no ano passado pelo então ministro da Educação, Cid Gomes. Aplicar a prova pelo computador serviria para economizar e possibilitaria que o exame fosse feito mais de uma vez por ano.

A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas na educação superior privada por meio do programa Universidade para Todos (ProUni) e vagas gratuitas nos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e participar do programa Ciência sem Fronteiras. Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

FONTE : AGÊNCIA BRASIL

JUSTIÇA ELEITORAL : Olinda ganha sala para reforçar cadastramento

Devido a grande movimentação em busca do cadastramento biométrico em Olinda, no Grande Recife, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) disponibilizou mais uma sala no Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE) para agilizar o atendimento ao público. O local já contava com a sala Fernando de Noronha com essa finalidade.
De acordo com o TRE, as salas do Cecon nos finais de semana atendem por ficha, das 8h às 16h, e de segunda a sexta, por agendamento, das 8h às 16h.
Olinda ainda conta com outros locais de atendimento, como na Aeso, de segunda a sexta, das 6h30 às 20h30, e no sábado de 8h às 16h e no domingo de 8h às 12h; no Fórum de Olinda de segunda a sexta, de 7h30 às 18h; no Expresso Cidadão de segunda a sexta, 7h30 às 19h, no sábado de 7h30 às 13h; e e na Central de Atendimento de Olinda, em Bairro Novo de segunda a sexta de 6h30 às 19h30, no sábado de 8h às 16h e no domingo de 8h às 12h.
O TRE orienta que o recadastramento biométrico estará disponível até o dia 4 de maio. Entretanto, o tribunal alerta os moradores das cidades de Olinda, Amaraji, Bezerros, Bom Jardim, Bonito, Brejão, Camocim de São Félix, Glória do Goitá, Jatobá, Jucati, Jupi, Lajedo, Limoeiro, Nazaré da Mata, Paranatama, Passira, Paulista, Petrolina, Santa Cruz, Santa Maria do Cambucá, Tacaratu e Vitória de Santo Antão para não deixarem o agendamento para o fim do prazo. “Vamos evitar tumultos e fazer tudo com harmonia”, orienta o presidente do TRE-PE, Antônio Carlos Alves da Silva.
Para fazer o recadastramento é necessário agendar uma vaga no site do Tribunal, www.tre-pe.jus.br, e comparecer ao cartório ou posto de atendimento com um comprovante de residência e documento original com foto. Quem não fizer a biometria poderá ter restrições no CPF, perder benefícios de programas sociais como o Bolsa Família, deixar de fazer matrículas em instituições de ensino, obter passaporte, assumir cargos públicos e fazer empréstimos.

FONTE : BLOG DA FOLHA 

TRANSPORTE : Jovens de baixa renda podem viajar de graça em linhas interestaduais

Com o novo direito, as empresas de transporte deverão reservar duas vagas gratuitas em cada veículo
Para ter direito ao benefício, os jovens de baixa renda devem portar a Identidade Jovem / Foto: Reprodução / acervo JC Imagem

Para ter direito ao benefício, os jovens de baixa renda devem portar a Identidade Jovem

Foto: Reprodução / acervo JC Imagem


Jovens de baixa renda já podem ter acesso gratuito ao transporte interestadual de passageiros. O novo direito, previsto pelo Estatuto da Juventude, garante pelo menos dois assentos gratuitos nos trens e ônibus interestaduais. A medida foi regulamentada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e publicada no Diário Oficial da União.
De acordo com a regulamentação, as empresas de transporte deverão reservar duas vagas gratuitas em cada veículo ou comboio ferroviário no serviço convencional das linhas regulares que trafegam entre os estados. Quando as duas vagas já estiverem ocupadas, a empresa fica obrigada a oferecer um desconto de pelo menos 50% do valor total da passagem.
Para ter direito ao benefício, os jovens de baixa renda devem portar a Identidade Jovem, expedida pelo Governo Federal. O beneficiário deverá solicitar um "Bilhete de Viagem do Jovem", nos pontos de venda das empresas, com antecedência de, pelo menos, três horas em relação ao horário de partida do coletivo.
Caso haja recusa do benefício, por parte das prestadoras dos serviços, o beneficiário poderá solicitar documento à empresa em que devem constar a data, a hora, o local e o motivo da recusa.
A identidade Jovem já começou a ser emitida desde março e pode ser solicitada nas sedes da União Nacional dos Estudantes (UNE), no Diretório Central dos Estudantes (DCE) ou na União Brasileira dos Estudantes Secundaristas - Ubes, de acordo com o Portal da Juventude do governo federal.

FONTE : JC ONLINE 

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS