sexta-feira, 29 de julho de 2016

ECONOMIA - DESEMPREGO : Taxa de desemprego sobe para 11,3% no 2º trimestre, maior nível desde 2012

                                          País já soma 11,6 milhões de desempregados, o que representa um avanço de 38,7% no segundo trimestre do ano ante o mesmo período de 2015

desemprego

Resultado é o maior patamar registrado na pesquisa desde o início da série, em 2012


RIO - A taxa de desocupação no Brasil subiu para 11,3% no segundo trimestre, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este é o maior patamar de desemprego já registrado pela Pnad Contínua desde o início da série, em 2012.
No segundo trimestre de 2015, a taxa de desocupação era de 8,3%. No trimestre encerrado em maio, o resultado foi de 11,2%. Já no consolidado do primeiro trimestre deste ano, a taxa havia alcançado 10,9%.
O resultado ficou alinhado com a previsão dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que estimavam uma taxa de desemprego entre 11,20% e 11,90%, com mediana de exatos 11,30%. Em igual período do ano passado, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 8,3%. No primeiro trimestre deste ano, a taxa havia ficado em 10,9%, no maior patamar da história até então.
O País já tem 11,586 milhões de desempregados. O montante representa um avanço de 38,7% no segundo trimestre do ano ante o mesmo período de 2015, o equivalente a 3,231 milhões de pessoas a mais em busca de uma vaga.
Ao mesmo tempo, 1,413 milhão de postos de trabalho foram fechados, uma redução de 1,5% na população ocupada no mesmo período. Ainda no segundo trimestre, a população inativa cresceu 0,5%, com 344 mil pessoas a mais nessa condição, fora do mercado de trabalho.
Somente a indústria demitiu 1,440 milhão de trabalhadores no último ano. O montante representa uma redução de 11% no contingente de trabalhadores da atividade no segundo trimestre, ante o mesmo período do ano passado.
"A gente vê que a indústria, sem dúvida, é o grupamento que mais percebe essa crise", afirma Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE.
O coordenador do IBGE explica que o grupamento Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas foi atingido também pela crise na indústria. O grupamento demitiu 1,079 milhão de pessoas em um ano, redução de 10% no total de ocupados em relação ao segundo trimestre de 2015.
"Esse grupamento carrega dentro dele os terceirizados, que são atingidos pela queda na indústria", justificou o coordenador do IBGE.
Renda. A renda média real do trabalhador foi de R$ 1.972 no segundo trimestre de 2016. O resultado representa queda de 4,2% em relação ao mesmo período do ano anterior e é o menor nível desde o trimestre encerrado em janeiro de 2013, quando era de R$ 1.969.
Diante de uma renda do trabalho em queda e uma população ocupada menor, a massa de renda real da população ocupada caiu ao menor patamar desde o trimestre encerrado em abril de 2013, quando era de R$ 173,274 bilhões. No segundo trimestre deste ano, a massa de renda ficou em R$ 174,647 bilhões, queda de 4,9% em relação a um ano antes.
"Demos uma marcha ré de pelo menos três anos", avaliou Azeredo. "A massa de rendimento menor vai inibir consumo, gastos. Ela vai se refletir no comércio, na indústria, e vai criar esse ciclo vicioso que a gente vê hoje no mercado de trabalho", acrescentou
Desde janeiro de 2014, o IBGE passou a divulgar a taxa de desocupação em bases trimestrais para todo o território nacional. A nova pesquisa substitui a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), que abrangia apenas as seis principais regiões metropolitanas, e também a Pnad anual, que produz informações referentes somente ao mês de setembro de cada ano.

ELEIÇÕES 2016 : Flávio Gadelha será confirmado pelo PMDB domingo

O PMDB de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, realiza convenção, neste domingo (31), para confirmar a pré-candidatura de Flávio Gadelha à Prefeitura local. A chapa é composta, ainda, pelo empresário Antônio Abreu (PMN). A solenidade acontece na Escola Polivalente, às 9h.
O evento deve contar com a presença do vice-governador do Estado, Raul Henry (PMDB). Até agora, a coligação conta com DEM, PMN, PSC, PPS, PT, PHS e PMB.
FONTE : BLOG DA FOLHA 

COTIDIANO : Motoristas multados sem farol baixo em rodovias de PE serão reembolsados

Medida judicial afirma que as rodovias não possuíam sinalização necessária





Uma decisão judicial, em caráter de urgência, suspendeu a aplicação de multas decorrentes de infração da lei que obriga a utilização do farol baixo em rodovias, nesta sexta-feira (29). A decisão do juiz afirma que as rodovias de Pernambuco não possuem sinalização suficiente e que isso acabou prejudicando os motoristas.
Na decisão, expedida pelo Juiz Djalma Andrelino Nogueira Júnior da 3° vara da Fazenda Pública da Capital, o magistrado acolhe ação movida pela Associação Brasileira de Defesa do Usuário de Veículos (Abuv). "O mais importante desta decisão é que os motoristas que já foram multados serão reembolsados e os pontos na carteira não serão contabilizados", afirma o juiz.
O DER terá 40 dias para se adequar a sinalização. Os motoristas só poderão ser novamente multados a partir do dia 23 de agosto. Segundo o juiz, as pessoas multadas poderão procurar o DER e o Detran para cuidar do reembolso e da retirada dos pontos.
Entretanto, no dia 23 de agosto, o juiz analisará a utilização do farol durante o dia: "Vou analisar se é legal ou ilegal usar o farol durante o dia. Independente da decisão do DER."
FONTE : FOLHA DE PERNAMBUCO

COTIDIANO : CONVOCAÇÃO DE WILSON MENEZES



CONVOCAÇÃO DE WILSON Wilson Menezes, PARA O COMPARECIMENTO DE TODA A POPULAÇÃO GOIANENSE A CASA JOSÉ PINTO DE ABREU ( CÂMARA DE VEREADORES), PARA EXPLICAÇÕES DE AUMENTO ABUSIVO DO SALÁRIO DOS VEREADORES.
DATA : 02/08/2016 - TERÇA FEIRA
HORÁRIO : 19HS00

FONTE : BLOG LITORAL NORTE

COTIDIANO : Incêndio atinge fábrica de vidros em Goiana

De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas viaturas foram enviadas ao local


Um incêndio de média a grande proporção atinge a fábrica de vidros Vivix, situada em Goiana, na Zona da Mata de Pernambuco, na noite desta quinta-feira (28). De acordo com o Corpo de Bombeiros, até o momento, duas viaturas foram enviadas ao local.
Ninguém ficou ferido, porém o local precisou ser evacuado, e alguns funcionários chegaram a inalar bastante fumaça, informaram os Bombeiros. As chamas tiveram início por volta das 22h.
A Vivix faz parte do grupo Cornélio Brennand. A fábrica fica localizada na zona rural do município, no km 1 da rodovia BR-101, próximo à divisa com a Paraíba.
FONTE : FOLHA DE PERNAMBUCO

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS