quarta-feira, 20 de julho de 2016

CÂMARA : Rodrigo Maia diz que vai descontar salário de deputado que faltar em agosto


Se você marcou uma data para que os deputados estejam aqui para votar, é importante que todos votem", afirmou.

Maia vai descontar de quem faltar (Wilson Dias/Agência Brasil)


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira, 20, que vai descontar do salário de quem não comparecer para votar em agosto. "É óbvio, pauta marcada, deputado tem de estar presente. Em qualquer trabalho é assim. Se você marcou uma data para que os deputados estejam aqui para votar, é importante que todos votem", afirmou.

Maia marcou sessões de segunda a quarta-feira na primeira semana do próximo mês e sua intenção é manter esse ritmo nas semanas seguintes. Ele reconheceu que em setembro, devido à proximidade das eleições municipais, será mais difícil fazer três sessões semanais.

A declaração do deputado se deve à preocupação dos líderes partidários com o quórum na volta do recesso. Em ano eleitoral, tradicionalmente os meses de agosto e setembro costumam ter baixa frequência parlamentar. Este ano, porém, há uma série de propostas de interesse do governo e a cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na agenda.

Para votar a perda do mandato do peemedebista é preciso um quórum alto, de pelo menos 420 parlamentares na Casa, já que são necessários 257 votos para cassá-lo. Enquanto líderes do chamado Centrão - PP, PR, PTB, entre outros - têm dúvidas de que haverá presença suficiente para votar a cassação em agosto, a antiga oposição ao governo Dilma Rousseff (PSDB, DEM, PPS e PSB) diz que fará um esforço para trazer toda sua bancada a Brasília no próximo mês.

Maia disse que sua preocupação é colocar em votação as matérias relevantes, principalmente os temas da área econômica. Ontem, o novo presidente da Câmara teve um jantar com o presidente em exercício Michel Temer e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para sintonizar a agenda legislativa.

Nesta manhã, o deputado disse que é preciso trabalhar junto para superar a crise econômica. "Está na hora do Parlamento, junto com o Executivo e até com o Judiciário, todo mundo colaborar, gerar consenso", pregou.

FONTE : DIÁRIO DE PERNAMBUCO

ECONOMIA : Embarque em ônibus intermunicipais fica mais caro

Em junho, as tarifas das passagens rodoviárias foram ajustadas em 16,5%


Ed Machado - Arquivo Folha - Tarifa fica mais cara no embarque de passageiros

A tarifa de embarque das viagens de ônibus intermunicipais e interestaduais em Pernambuco vão ficar 16,5% mais cara a partir desta quarta-feira (20). O reajuste, de acordo com a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado de Pernambuco (Arpe), foi homologado para compensar os efeitos da inflação no período de 1º de janeiro de 2013 a 31 de maio de 2016.
Com o aumento, a tarifa de embarque nos terminais rodoviários concedidos pelo Estado sobem de R$ 0,40 para R$ 0,50 em viagens de até 50 km. De 50 km a 100 km, passa de R$ 0,75 para R$ 0,90. De 100-200 km, passa de R$ 1,90 para R$ 2,20; e, no caso de transporte acima de 200 km ou interestadual, passa de R$ 4,80 para R$ 5,55.
Passagem
Em junho, a Arpe já havia autorizado o ajuste de 16,5% dos efeitos da inflação pela variação acumulada do Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) nas passagens rodoviários intermunicipais de transportes de passageiros do Estado.
O aumento de junho acrescentou um custo a mais para o passageiro de R$ 0,04 a R$ 0,14 por quilômetro percorrido conforme o tipo de serviço oferecido pela empresa. Por exemplo, no caso de serviços rodoviários regulares - em pistas pavimentadas -, a tarifa deixou de ser R$ 0,16 e passou para R$ 0,20 por passageiro mutiplicado pela quilometragem. Ou seja, se de Recife para Caruaru o preço máximo praticado pelas empresas devia ser R$ 29,82 pela viagem, com o reajuste o valor passou para R$ 35,83.
Confira os preços máximos que podem ser praticados com o reajuste das tarifas em junho:
Caruaru - Petrolina: passou a ser R$ 126,76
​Recife - Petrolina: passou a ser R$ 161,97
Recife - Caruaru: passou a ser R$ 35,83
Recife - Araripina: passou a ser R$ 283,58
Recife - Vitória:​ passou a ser R$ 8,65

FONTE : FOLHA DE PERNAMBUCO

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS