quarta-feira, 13 de julho de 2016

PROTESTO : Taxistas seguem para prefeitura e prometem buzinaço

Manifestantes desistiram de prosseguir em carreata até o aeroporto

Da sede da CTTU, cerca de 300 taxistas seguirão até o MPPE, Assembleia Legislativa e Palácio do Governo. Foto: Carol Sá Leitão/ DP
Da sede da CTTU, cerca de 300 taxistas seguirão até o MPPE, Assembleia Legislativa e Palácio do Governo. Foto: Carol Sá Leitão/ DP


Depois de discordarem sobre o final da manifestação que travou o trânsito do Recife nesta quarta-feira, os taxistas resolveram seguir a orientação do sindicato da categoria e desistiram de seguir em cortejo até o Aeroporto Internacional dos Guararapes, como prometiam. Os trabalhadores, no entanto, decidiram continuar em carreata até a Prefeitura do Recife, na Avenida Cais do Apolo, para realizar um buzinaço.

Após reunião entre sindicalistas, membros da Casa Civil e o secretrário da Fazenda, Marcelo Barros, no Palácio do Campo das Princesas, foi acertada uma trégua até uma novo encontro, marcado para a próxima quarta-feira com representantes da secretaria e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE). "A gente chamou a atenção do poder público e a categoria está de parabéns. O movimento deu resultado e vamos partir para essa reunião agora para ver a decisão que será tomada", disse, ao final do encontro, o presidente do sindicato, Everaldo Medeiros.


A categoria pede providências para acabar com a concorrência, que considera desleal, com os motoristas ligados ao aplicativo Uber, que não pagariam as taxas cobradas aos taxistas regulamentados. Hoje, o Recife tem 6.125 taxistas e 18 mil são cadatrados em Pernambuco. "A renda do taxista caiu 50%. Hoje o motorista roda e depois que abastesse não tem dinheiro para levar para casa. Quem é certo, é legalizado para fazer o transporte remunerado, não tem condições de competir com quem é errado", acrescentou o sindicalista. 


A manifestação que travou o trânsito do Recife desde o início da manhã, teve início por volta das 7h, com concentração em frente à Companhia de Trânsito e Transportes Urbanos (CTTU), na Rua Frei Cassimiro, bairro de Santo Amaro. Perto das 9h, o cortejo teve início, reunindo cerca de 300 taxistas, acompanhados por um trio elétrico e salvas de fogos de artifício. "No Ministério Público, vamos entregar um documento pedindo que o órgão exija a fiscaização aos órgãos competentes. No Palácio, vamos pedir ao governador que atenda os motoristas da área metropolitana e do interior que também estão sofrendo com a ação de carros clandesinos", anunciou cedo o presidente do sindicato da categoria, Everaldo Medeiros, indicando o trajeto da carreata. 

Logo no início do trajeto, o clima ficou tenso na altura da Avenida Cruz Cabugá, depois que um táxi foi apreendido pela Companhia de Trânsito e Transportes Urbanos (CTTU) por circular com o adesivo TP rasgado. O termo de permissão do táxi fica colado na porta e na traseira do carro. A informação chegou à liderança do movimento, que acompanhava o trajeto em cima de um trio elétrico e repassada aos demais manifestantes. Ao microfone, um dos líderes da mobilização ordenou que todos deixassem os carros na via e fossem para a sede da CTTU pressionar para a liberação do veículo. Os carros ficaram parados na Cruz Cabugá, deixando o trânsito completamente travado. O congestinamento atingiu as avenidas Norte, Cais do Apolo e a Rua Mário Melo.

Em frente à sede da companhia, na Rua Frei Cassimiro, os manifestantes entoaram gritos de "Fora Taciana", em referência à Taciana Ferreira, presidente do órgão. Após a liberação do veículo, seguiram bradando "Taxistas unidos jamais serão vencidos". Após o ocorrido, a tensão tomou conta da mobilização e, pelo carro de som, as lideranças orientaram: "se forem multar seu veículo, virem a viatura e taquem fogo". Os taxistas voltaram para a Cruz Cabugá e, por volta das 9h30 deram continuidade ao trajeto, em direção à sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na Rua do Imperador, depois em direção ao prédio da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e, por último, até o Palácio do Campo das Princesas, que já teve o acesso bloqueado pela polícia. O trânsito continuou complicado durante o trajeto. A Força Sindical acusou a Guarda Municipal de bloquear a passagem dos taxistas.

O trânsito ficou completamente travado na região. Os veículos que seguem no sentido Olinda-Recfe pela Avenida Cruz Cabugá foram desviados para a Avenida Norte, no sentido ponte do Limoeiro. Ruas parales à Cruz Cabugá, como a Rua do Veiga, foram tomadas por veículos que fugiram da manifestação, seguindo inclusive pela contramão.


No cruzamento da Avenida Cabugá com a Rua da Fundição os manifestantes picharam "Fora Uber", no asfalto. Em seguida, começaram a barrar todos os táxis, inclusive com passageiros, que foram obrigados a descer dos veículos. Por volta das 10h20, os taxistas bloquearam o trânsito no cruzamento das avenidas Mario Melo e Cruz Cabugá. Ao passarem em frente à Câmara Municipal, chamaram os vereadores de "comprados", "covardes" e "corruptos". Informados sobre a interdição das vias, resolveram prosseguir o protesto a pé e deixar os carros na Avenida Cruz Cabugá. Depois de serem assegurados de que serão recebidos pelo governo do estado em uma reunião marcada para o próximo dia 18 de julho, resolveram seguir de carro até o Palácio, pela Ponte Princesa Isabel, mais uma vez, interromperam o trânsito, desta vez no cruzamento com a Rua da Aurora, onde houve um princípio de tumulto envolvendo a CTTU.

FONTE : DIÁRIO DE PERNAMBUCO 

TRÂNSITO : DER suspende aplicação de novas multas para quem não usar farol baixo em rodovias de Pernambuco

Foto: Guga Matos/JC Imagen

Diante da polêmica ocorrida com a obrigatoriedade do uso de farol baixo em rodovias federais e estaduais durante o dia, o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) decidiu suspender a aplicação de novas multas para quem for flagrado sem utilizar o equipamento nas rodovias que cortam o Recife e a Região Metropolitana da capital. A decisão será pelos próximos 40 dias, quando ações educativas serão realizadas para alertar o condutor sobre os locais necessários. As multas aplicadas até agora, no entanto, não serão suspensas e os motoristas devem pagá-las.

Apenas no primeiro dia de fiscalização, 79 motoristas foram multados na PE-01, em Olinda, por não usarem o farol baixo, mesmo durante o dia. Muitos informaram que tinham sido pegos de surpresa com a nova medida e outros confundiram o uso do farol baixo com a luz lateral, que também não é permitida.

Estão incluídas na isenção de novas multas as PEs: 01, PE-5, PE-07, PE-08, PE-15, PE-17, PE-22, PE-27 (Aldeia), PE-35 e PE-60.

O DER colocou um comunicado em seu site, informando sobre a suspensão temporária, na madrugada desta quarta. A nota diz que, com a finalidade de melhorar o entendimento e a aplicação da Lei Federal 13.290/16, que torna obrigatório o uso do farol baixo aceso durante o dia, resolve intensificar as ações de divulgação para cumprimento da referida norma em sua malha viária, tendo como foco principal as rodovias localizadas na Região Metropolitana do Recife. Durante o período de quarenta dias adotará as seguintes providências: revisão e manutenção de toda sinalização de trânsito, reforçando as de identificação das rodovias sob sua circunscrição e a fiscalização será exercida de forma educativa até o dia 23 de agosto de 2016.

O JC mostrou em matéria que a obrigatoriedade acaba maquiando a verdadeira situação de grande partes das rodovias do Estado: sem sinalização e com falta de manutenção.

Para driblar o problema de esquecimento dos muitos motoristas em ligar o farol baixo durante o dia, algumas equipadoras passaram a oferecer soluções que prometem deixar o farol ligado o tempo todo. 

FONTE: JC ONLINE

MOBILIDADE : Audiência pública vai discutir uso de Uber na OAB-PE

Encontro será na quinta

Audiência pública vai discutir uso do Uber (Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas)

O uso do Uber e aplicativos similares de transporte individual remunerado vai nortear uma audiência pública articulada pela Subcomissão de Mobilidade Urbana da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Pernambuco. O encontro será nesta quinta-feira, no auditório da OAB, no bairro de Santo Antônio, às 15h.

A proposta da OAB-PE pretende ouvir diferentes posicionamentos a respeito dos aplicativos que têm gerado polêmica e entraves com taxistas. A ideia é ouvir os interessados para, posteriormente, haver um pronunciamento oficial da OAB.

"O Uber e aplicativos semelhantes já são uma realidade não só no Brasil, mas no mundo todo. Recife e outras cidades estão se movimentando para a regulamentação do serviço, e o papel da OAB é muito importante nesse processo", afirmou o presidente da Subcomissão de Mobilidade, Ricardo Dalle, através de nota oficial.

FONTE : DIÁRIO DE PERNAMBUCO

PROTESTO : Taxistas realizam carreata e buzinaço contra o Uber no Recife

Da sede da CTTU, cerca de 300 taxistas seguirão até o MPPE, Assembleia Legislativa e Palácio do Governo
Da sede da CTTU, cerca de 300 taxistas seguirão até o MPPE, Assembleia Legislativa e Palácio do Governo. Foto: Carol Sá Leitão/ DP
Da sede da CTTU, cerca de 300 taxistas seguirão até o MPPE, Assembleia Legislativa e Palácio do Governo. Foto: Carol Sá Leitão/ DP

Nesta quarta-feira, taxistas que circulam pela Região Metropolitana farão carreata e buzinaço pelas principais vias do Recife como forma de protesto pelo uso de aplicativos de transporte individual remunerado, como o Uber. De acordo com o Sindicato dos Taxistas, a concentração acontece esta manhã, em frente à sede da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), no bairro de Santo Amaro.

A expectativa do sindicato é que 300 taxistas participem da manifestação, que é acompanhada por um carro de som. Da Rua Frei Cassimiro, via de pouca movimentação, os manifestantes, seguirão até a sede do Ministério Público de Pernambuco, na Rua do Imperador, depois em direção ao prédio da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e, por úiltimo, até o Palácio do Campo das Princesas, que já teve o acesso bloqueado pela polícia. O trânsito deve ficar complicado durante o trajeto.

"No Miinstério Público, vamos entregar um documento pedindo que o órgão exija a fiscaização aos órgãos competentes. No Palácio, vamos pedir ao governador que atenda os motoristas da área meetropolitana e do interior que também estão sofrendo com a ação de carros clandesinos. Quem é certo, é legalizado para fazer o transporte remunerado, não tem condições de competir com quem é errado", explicou esta manhã o presidente do sindicato da categoria, Everaldo Medeiros. Hoje, o Recife tem 6.125 taxistas e 18 mil em Pernambuco.

FONTE : DIÁRIO DE PERNAMBUCO



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

MURAL DE RECADOS